Cláudio Ávila (Cláudio Ávila)

Mandatos: 2021 até 2024 (PSD) Fale com o vereador pelo WhatsApp

Sobre o Vereador

  1. Histórico

    Cláudio Roberto Pereira Ávila é natural de Porto Alegre e atua como advogado há mais de dez anos na área do Direito Empresarial. Com 39 anos de idade, é pai do Vitor e da Catarina. Foi eleito vice-prefeito nas eleições de 2016 com o professor Daniel Bordignon, obtendo quase 45 mil votos. Em 2020, quando decidiu se candidatar pela primeira vez ao parlamento, elegeu-se como vereador.


    BIOGRAFIA

    Desde muito cedo, a vida ensinou a Cláudio Ávila a importância das políticas públicas e de estender a mão ao próximo. A demonstração mais clara disso surgiu logo na infância, quando tinha apenas três anos de idade e viu sua família lhe abandonando no bairro Planaltina. Por sorte, uma senhora de origem humilde passava pelo local e acabou adotando a criança

    Aluno do turno da tarde na Escola Municipal Vanius Abílio dos Santos, do bairro Vila Branca, Cláudio Ávila passava as manhãs na creche Guilherme de Almeida da Associação de Bem-Estar do Menor de Gravataí (ABEMGRA), conveniada com o município, onde muitas vezes era sua única oportunidade de alimentar-se. Lá, compreendeu a necessidade do poder público garantir o acesso à educação infantil, desenvolver ações de assistência social e ofertar aos moradores vagas para deixarem seus filhos com segurança enquanto trabalham.

    Mesmo com toda dificuldade da infância, nunca deixou de estudar e, aos poucos, foi se envolvendo com a política, tornando-se um frequentador assíduo das sessões na Câmara de Vereadores. Seu primeiro emprego surgiu logo aos 13 anos, como auxiliar em uma oficina de chapeação na Parada 72. Neste ano, também foi balconista na agropecuária vizinha e depois trabalhou como atendente e office boy, até se envolver de fato com a campanha eleitoral de Olívio Dutra para governador em 1998.

    Aos 21 anos, lutando muito para realizar o sonho de se tornar advogado e com amparo de diversos amigos, que fizeram vaquinha para ajudar no pagamento da matrícula, ingressou na PUC-RS. Além de trabalhar de domingo a domingo, para honrar o sustento da família, Cláudio Ávila tinha que escolher muitas vezes entre se alimentar durante o intervalo ou garantir o transporte para casa. Foi também passando dificuldades que ouviu sobre a vaga de estágio comandado por um dos advogados mais conceituados no Rio Grande do Sul, Danilo Knijnik, a quem será eternamente agradecido por seus ensinamentos.

    Formado em 2009 e morando em Porto Alegre, Cláudio Ávila retornou à Gravataí a partir de um convite de um colega advogado para montar seu escritório. Uma das primeiras causas abraçadas foi a batalha contra o fechamento da histórica Escola Santa Rita, que estava sendo perseguida pelo governo municipal na época. Graças à vitoriosa intervenção jurídica, se aproximou da política local e passou a se destacar em processos de cassação por diferentes cidades gaúchas.

    Em 2016, quando concorreu a vice-prefeito de Gravataí ao lado de Daniel Bordignon, uma das principais lideranças do município, recebeu quase 45 mil votos, mas viu a democracia ser completamente usurpada por uma canetada jurídica, sem precedentes na história da cidade. No ano seguinte, tornou-se sócio-fundador do escritório Cláudio Ávila Advogados, existente até hoje no centro de Gravataí, em Porto Alegre, e com parceria em Brasília.

    Em 2020, faltando apenas três dias para o início do período eleitoral, decidiu se candidatar ao Legislativo municipal para ampliar o debate acerca da correta destinação do dinheiro público e debater os problemas e as soluções para a cidade, em nível elevado, respeitoso e propositivo. Assim, foi eleito pelos gravataienses que confiaram a ele a capacidade de transformar o município em um lugar que faça justiça à quarta maior potência do Estado.

    Dentre suas principais bandeiras estão a busca de políticas públicas na área do desenvolvimento econômico, auxiliando comerciantes, empreendedores e trabalhadores em geral; da assistência social, combatendo a fome e propiciando melhores condições de vida aos mais carentes; e da educação, por acreditar que todas as 7 mil crianças sem vagas atualmente merecem a mesma oportunidade de crescer dignamente como foi durante sua infância.

    O vereador se comprometeu a lutar contra grandes oligarquias, como forma de dividir a renda da cidade com aqueles que mais precisam e não apenas com alguns privilegiados. Da Vila Branca, na Av. dos Estados, n. 418, pda. 66, de Gravataí, da Capital gaúcha para o Condomínio Paragem Verdes Campos, Cláudio Ávila, através do seu trabalho privado, luta para vencer na vida e quer contribuir para que todos que têm histórias de vida semelhantes a dele tenham as mesmas oportunidades, possibilitando impulsionar o desenvolvimento social e econômico.

    Com orgulho, hoje Cláudio Ávila representa todos os gravataienses, do mais pobre ao mais rico, pois entende que todos fazem parte do contexto social da cidade.